Lixo hospitalar: Como é descartado?

O lixo hospitalar gera muitas dúvidas e pode trazer diversos perigos para nós. Por isso criamos essa matéria completa sobre assunto para as principais dúvidas. Portanto, leia a nossa matéria até o final para não perder nenhuma dessas informações e ter uma ótima leitura.

  • : O que é?

Primeiramente precisamos começar com o básico. Afinal, temos uma ideia de lixo hospitalar, mas nunca a definição exata. O lixo hospitalar é o resultado do tratamento e o recolhimento de materiais biológicos humanos ou não.

O lixo hospitalar também é chamado de resíduo de serviço de saúde, incluindo seringas, remédios e outros muitos materiais usados nos locais de tratamento e coleta. Esses lugares podem ser:

  • Laboratórios de pesquisa
  • Clínicas humanas
  • Clínicas veterinárias
  • Hospitais
  • Postos de saúde
  • Distribuidoras de produtos de saúde

Dessa forma, sempre que você vir um lugar assim ou ir para um desses lugares já sabe que ele produz lixo hospitalar. É importante saber disso, porque o lixo hospitalar é altamente doentio e perigoso para a nossa saúde.

O lixo hospitalar se mantém com uma variedade grande de bactérias e vírus perigosos. Dessa forma, esses detritos devem ter o descarte recomendado. Entretanto, antes de falarmos de como é descartado queremos mostrar um pouco sobre os perigos do lixo hospitalar.

  • Lixo hospitalar: Quais são os perigos para nós e para o meio ambiente?

Como falamos no tópico anterior, o lixo hospitalar é extremamente perigoso por conter bactérias e vírus. Dessa forma, o contato humano ou de um animal com esse lixo hospitalar pode até resultar em uma morte infelizmente.

Entretanto, existem alguns outros tipos de lixo hospitalar que também são perigosos mesmo sem bactérias ou vírus. Por exemplo, uma lâmina ou um bisturi pode machucar por si só. Entretanto, como ele provavelmente entrou em contato com o sangue de outra pessoa é ainda mais perigoso.

Além disso, é muito difícil saber qual será a reação do contato com esses materiais. Uma vez que os microrganismos que estão ali podem ficar todos juntos resultando em diversas complicações para a pessoa ou o animal que encosta.

Você vai saber muito melhor sobre os perigos quando falarmos sobre os tipos de lixo hospitalar. Entretanto, precisamos falar sobre os problemas que o lixo pode trazer ao meio ambiente. De acordo com um estudo conduzido pelo hospital Albert Einstein, o lixo infectante é o mais perigoso.

Dessa forma, uma vez que os detritos entram em contato com o solo pode causar grandes problemas na vegetação do lugar. Além disso, se o seu contato for com a água pode prejudicar qualquer pessoa que entra em contato com a água desse lugar.

Os detritos que cortam como falamos podem machucar diversos animais em seu habitat. Dessa forma, o lixo não só prejudica a nós ou nossos animais domésticos, mas também a natureza de maneira geral.

  • Lixo hospitalar: Quais são os 5 tipos e riscos de cada um?

Nesse tópico vamos falar com mais detalhes os cinco tipos de lixo hospitalar e os riscos que cada tipo oferece para nós, nossos animais domésticos e a natureza de forma geral. Eles são:

  • Potencialmente infectantes: Existência de agentes biológicos que podem infectar
  • Químicos: Resíduos com elementos químicos como remédios para o tratamento de câncer
  • Radioativos: Resíduos com elementos radioativos como exames de medicina nuclear
  • Comuns: Muito parecido com o lixo urbano que não apresenta nenhum risco de natureza química, radioativa ou biológica como luvas ou papéis.
  • Perfurocortantes: Instrumentos que podem cortar como agulhas

Como é feito o descarte do resíduo de serviço de saúde?

Para finalizar a nossa matéria vamos falar sobre como é feito o descarte desse lixo em todas as suas fases. Lembrando que essas são regras colocadas pela Anvisa e portanto todos esses ambientes devem seguir essas regras.

  • 1. Separação

Primeiramente o lixo deve ser separado do tipo infectante. O lixo é colocado em um saco plástico na cor branca que é feito para esse tipo de lixo e com adesivos para identificar. Portanto é bastante resistente e obviamente, esse saco plástico não poderá ser aproveitado depois.

  • 2. Transporte do lixo

O segundo passo que é feito pelos profissionais é transportar o lixo. Uma empresa especializada faz o deslocamento. Por ser um lixo extremamente perigoso, ele deve passar no mesmo horário para que as pessoas não tenham nenhum contato com ele.

Além disso, o veículo para transporte tem o certificado do CIPP. Garantindo que o veículo segue todas as normas e consegue levar com segurança aquela quantidade de lixo.

  • 3. Incineração ou esterilização

O terceiro e último passo é incinerar o lixo ou ocorrer um processo de esterilização. Obviamente, esse lixo também não pode ser reciclado e cada empresa vai ter padrões diferentes para executar os dois processos.

Gostou da nossa matéria sobre lixo hospitalar e como é feito o descarte? Comente abaixo sua opinião.